1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine

Apagão deixa boa parte de Alagoas sem energia

Um apagão atingiu boa parte do Estado de Alagoas na tarde deste sábado, dia 15. De acordo com nota divulgada pela Eletrobras Distribuição Alagoas, a interrupção no fornecimento de energia "foi motivada por um defeito no sistema de 500kV, associado à subestação da Chesf, localizada no município de Messias (AL)". A ocorrência, conforme a empresa, "foi registrada às 15h53 e a partir de 16h30 a distribuidora iniciou a recomposição das cargas".

Ainda conforme a nota, é da subestação de Messias "que a distribuidora recebe energia e fornece para grande parte do Estado". O apagão atingiu municípios do Baixo São Francisco, parte do Agreste, Litoral Norte e região metropolitana de Maceió. "A causa está sendo analisada pela Chesf", informou a Eletrobras Distribuição Alagoas.

Em Brasília, fonte do setor elétrico informou que a falha ocorreu durante manutenção programada da subestação de Messias, na divisa com Sergipe. Os equipamentos foram desligados para a realização do trabalho e, quando os técnicos os religaram, ocorreu um problema chamado tecnicamente de "bloqueio", que interrompeu o fornecimento. Por isso, os moradores de Alagoas ficaram sem luz.

Esse episódio foi de menor alcance do que o ocorrido no início deste mês, quando 11 Estados ficaram sem eletricidade: Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. O governo atribuiu o problema a falha técnica e descartou o risco de "apagão".

Na semana passada, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) reconheceu que há um risco "mínimo" de racionamento de eletricidade no País. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que havia afirmado no início do mês que o risco de "apagão" era zero, disse na última sexta-feira que garantir um sistema 100% seguro exigiria investimentos elevados, o que pesaria no bolso do consumidor.