1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Aparelhos em stand-by consomem energia

Agencia Estado

24 Maio 2001 | 10h 13

Os equipamentos que ficam no modo stand-by - são desligados no controle remoto em vez de serem desligados pelo botão liga/desliga do próprio aparelho - podem prejudicar a economia de energia na casa dos consumidores, pois continuam consumindo eletricidade. Um dos aparelhos que está sendo considerado uma armadilha para os usuários é a TV por assinatura. Um equipamento que fica ligado 24 horas por dia é o decodificador de sinais de TV - a cabo ou por satélite - consome 14 kWh por mês (cerca de R$ 3,21). O cálculo é da assessoria de imprensa da NET. Segundo a assessoria de imprensa da TVA, outra TV por assinatura, o decodificador em modo stand-by consome 10,8 kWh por mês, se usado 24 horas por dia. Em operação normal, o consumo é de 18 kWh por mês, 24 horas por dia, durante 30 dias. Isto equivale a um valor de R$ 3,24 na conta mensal. Desligar os aparelhos da tomada é uma opção Para evitar o desperdício, o consumidor tem duas opções: desligar o interruptor que existe na parte posterior de alguns modelos, ou desligar o aparelho da tomada. Em relação ao aparelho de TV, o melhor é desligar na tecla liga/desliga (ou on/off) ou mesmo tirar da tomada para não correr o risco de continuar gastando energia desnecessariamente. Além desses equipamentos, existem outros que ficam no stand-by e consomem energia, como aparelho de som, rádio-relógio, microondas, videocassete e carregador de bateria de celular. De acordo com o professor de Eletrotécnica Aplicada da FEI Vlamir Botelho Ferreira, o consumo em média de cada um desses equipamentos é de 15 kWh por mês, quando estão no modo stand-by. O chefe do departamento de Engenharia e Tecnologia Elétrica da Escola de Engenharia Mackenzie, Luís Tadeu Mendes Raunheitte, disse que os consumidores podem desligar os aparelhos que possuem stand-by durante a noite. No caso dos aparelhos que não forem desligados da tomada quando não forem utilizados, o único problema que pode vir a acontercer, segundo Mendes, é com equipamentos que possuem botões para ligar e desligar. "Pode ocorrer de o botão quebrar por ser acionado muitas vezes. Mas isso seria um problema da própria fabricação".

  • Tags:

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo