1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Argentina descarta negociar com fundos NML e Aurelius por dívida em default

REUTERS

27 Agosto 2014 | 14h 01

O governo da Argentina descartou nesta quarta-feira voltar a negociar com os hedge funds detentores de bônus não pagos há mais de uma década, que levaram o país a um novo default no mês passado.

Diante de um plenário de comissões do Senado, o ministro da Economia, Axel Kicillof, afirmou que a Argentina deve entrar em negociação com todos os seus credores "holdouts", e não apenas com uma parte deles.

"Temos que negociar com todos", afirmou Kicillof. Os holdouts são os credores que não aceitaram os termos das renegociações da dívida argentina.

Os fundos NML e Aurelius conseguiram uma sentença favorável em uma corte de Nova York para que a Argentina os compense com 1,33 bilhão de dólares mais juros, o que o país se nega a fazer.

Kicillof afirmou que o NML e o Aurelius representam uma parte menor da dívida que o país ainda não conseguiu reestruturar após seu default de 2002.

"Os títulos nessas mesmas condições são de 6,5 bilhões de dólares", afirmou.

(Reportagem de Alejandro Lifschitz)