1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Argentina se compromete a honrar dívida, diz presidente

REUTERS

16 Junho 2014 | 22h 21

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, disse nesta segunda-feira que o seu país honrará a dívida pública e que não se surpreendeu com a decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos que rejeitou um recurso do país sul-americano em uma longa disputa legal com os credores.

"A Argentina não tem por que ser submetida a esta extorsão", já que a decisão "envolve todo o sistema financeiro internacional", disse a presidente em um discurso transmitido em rede nacional de televisão.

"Queremos cumprir e honrar as nossas dívidas e vamos fazer isso", enfatizou. "Estou muito preocupada", acrescentou ela, com um tom pausado.

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou nesta segunda-feira uma apelação da Argentina para evitar um pagamento multimilionário aos detentores da dívida que haviam negado uma reestruturação, uma decisão que poderia empurrar o país a um novo calote. [ID:nL2N0OX0Z3]

(Reportagem de Jorge Otaola)