1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine

Autoridades do Fed levantam preocupações com estabilidade financeira

ANN SA - Reuters

05 Junho 2014 | 17h 31

Duas autoridades do Federal Reserve, banco central norte-americano, alertaram nesta quinta-feira que um aumento das taxas de juros nos Estados Unidos para conter bolhas de preços e de outros sinais preocupantes de instabilidade do mercado financeiro poderia minar os esforços para colocar a economia dos EUA no caminho do crescimento consistente.

Mas as autoridades defenderam diferentes abordagens para lidar com a possibilidade de que, como outros integrantes do Fed incluindo a chair Janet Yellen já disseram, a política monetária extremamente frouxa encoraje empresas e consumidores a assumir mais riscos.

O presidente do Fed de San Francisco, John Williams, falou sobre formas alternativas de uso da política monetária para reforçar a capacidade do sistema financeiro de resistir a choques. Isso incluiria o que se chamaria de meta para a renda das famílias, que estariam em melhor posição para evitar a execução de uma hipoteca, por exemplo.

Para Williams, abordagens como essa podem aumentar a estabilidade financeira sem tirar o Fed de suas principais atribuições de manter a inflação baixa e o nível de emprego elevado.

O presidente do Fed de Minneapolis, Narayana Kocherlakota, por sua vez, aconselhou que se aumente a medição da tolerância da estabilidade financeira a riscos.

"Por um período considerável de tempo, o (Fed) só pode ser capaz de atingir os seus objetivos macroeconômicos em associação a sinais de instabilidade nos mercados financeiros", disse ele, defendendo as taxas de juros reais baixas por mais cinco anos, muito mais tempo do que a maioria dos seus colegas do Fed.

Os discursos, apesar de todas diferenças, demonstram que as preocupações sobre as vulnerabilidades do sistema financeiro a choques estão no radar dos membros do Fed. Antes da última crise global, os integrantes do Fed raramente incluíam preocupações com estabilidade financeira em seus cálculos para a política monetária.

A saída recente de Jeremy Stein do Conselho do Fed levantou temores entre alguns observadores de que a autoridade monetária deixaria de lado as preocupações com os efeitos das decisões de política monetária na estabilidade financeira. Stein tinha se tornado o defensor mais forte do uso de política monetária mais apertada para reduzir os riscos à estabilidade financeira.