Mary F. Calvert/The New York Times
Mary F. Calvert/The New York Times

Alta dos juros nos EUA pode ser turbulenta para emergentes, alerta Banco Mundial

Medida pode reduzir a entrada de capital em mercados emergentes em até 45%; parte do mercado espera uma alta da taxa na 5ª feira

Reuters

15 Setembro 2015 | 10h05

WASHINGTON - Um aumento das expectativas do mercado para a taxa de juros dos Estados Unidos no momento em que o Federal Reserve, banco central do país, começa a normalizar a política pode reduzir a entrada de capital em mercados emergentes em até 45%, disseram economistas do Banco Mundial em um artigo publicado nesta terça-feira, 15.

O Fed deixou a porta aberta para um modesto aumento dos juros na quinta-feira, embora economistas e investidores estejam divididos sobre se as autoridades irão agir agora ou mais tarde no ano do ano.

O artigo do Banco Mundial disse que, embora a maioria espere um suave ciclo de aperto pelo Fed, há o risco de um impacto substancial nos fluxos de capital se os investidores começarem a esperar altas mais agressivas e elevarem os rendimentos dos títulos de longo prazo.

Um aumento de 1 ponto percentual nos rendimentos dos títulos dos EUA, da zona do euro, do Reino Unido e do Japão pode reduzir a entrada de capital em países emergentes e outras economias em 45% dentro de um ano, representando até 2,2 pontos percentuais da produção de suas economias combinadas.

"Emergentes e outras economias podem esperar pelo melhor durante o próximo ciclo de aperto, mas dados os riscos substanciais envolvidos, eles fariam bem em apertar seus cintos de segurança em caso de a viagem ficar turbulenta", disse Carlos Arteta, um dos autores do artigo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.