JOEDSON ALVES/ESTADÃO
JOEDSON ALVES/ESTADÃO

Bens de Alberto Youssef apreendidos na Lava Jato vão novamente a leilão com 50% de desconto

Apenas um imóvel foi vendido no primeiro leilão; valor das propriedades varia entre R$ 52,2 mil e R$ 60 mil

O Estado de S.Paulo

17 Outubro 2017 | 13h06

Avaliados em mais de R$ 8 milhões, 81 imóveis do ex-doleiro Alberto Youssef, apreendidos pela Operação Lava Jato, vão a leilão novamente. Agora, pela metade do valor da avaliação judicial. O primeiro leilão começou em setembro e foi até esta segunda-feira, 16, mas sem grande sucesso: apenas um imóvel foi vendido, pelo lance de R$120 mil.

Agora, com ofertas disponíveis até 30 de outubro, vão a leilão 73 apartamentos do Hotel San Diego Express Aparecida, localizado na cidade de Aparecida (SP), com lances iniciais de R$ 60 mil cada. Além disso, outros oito imóveis de um hotel em Salvador estão à venda, com preços iniciais de R$ 52.274,26.

No despacho em que determina o leilão, o juiz federal Sérgio Moro diz que a arrecadação com a venda será depositada em Juízo até nova decisão. O texto também aponta que, no acordo de colaboração, Youssef renunciou seus direitos sobre os bens. Condenado a mais de 110 anos de prisão, o ex-doleiro cumpre pena em regime aberto.

Os lances podem ser feitos pela internet, no site Canal Judicial

Mais conteúdo sobre:
Alberto Youssef

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.