1. Usuário
Assine o Estadão
assine

BNP cortará dividendos e emitirá bônus conforme acordo com EUA se aproxima, diz WSJ

REUTERS

27 Junho 2014 | 10h 59

O BNP Paribas planeja cortar dividendos e vender bilhões de euros em bônus para investidores na próxima semana conforme se aproxima de um acordo com autoridades dos Estados Unidos sobre violações de sanções, divulgou o Wall Street Journal nesta sexta-feira.

O maior banco listado da França não pôde ser encontrado de imediato para comentar o caso.

O Wall Street Journal citou uma pessoa familiarizada com o assunto e que afirmou que o banco espera "reduzir dramaticamente seus dividendos". O jornal acrescentou que o BNP pretende fazer uma emissão multibilionária de títulos, mas não informou o tamanho exato.

Autoridades norte-americanas estão investigando se o BNP Paribas violou sanções dos EUA relacionadas principalmente ao Sudão, entre 2002 e 2009, e se retirou informações de identificação de transferências eletrônicas para que elas pudessem passar pelo sistema financeiro norte-americano sem levantar suspeitas, disseram fontes.

A expectativa é de que o banco se declare culpado em uma acusação criminal federal e pague cerca de 9 bilhões de dólares em um acordo com várias autoridades que pode ser anunciado já a partir da próxima semana, disseram fontes no início desta semana.

O banco também deve receber uma suspensão da atividade de converter moedas estrangeiras para dólares em nome de clientes em alguns negócios por até um ano, segundo fontes familiarizadas com os temas, uma penalidade severa e não testada para o banco francês acusado de violar leis de sanções norte-americanas de maneira persistente.

(Por Maya Nikolaeva)