1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine

Bono, do U2, pede ‘emprego decente’ em Davos

EFE

24 Janeiro 2014 | 13h 48

Vocalista defende que a criação de empregos dignos é a melhor forma de combater a fome e a miséria no mundo

DAVOS - Políticos e líderes debateram a necessidade de ações que promovam a criação de empregos decentes para ajudar a combater a miséria e a fome no mundo.

Entre os participantes do debate estavam o primeiro-ministro britânico David Cameron, o cantor Bono, do U2 e o ministro nigeriano das Finanças, Ngozi-weala Okionjo, que chegou a chorar ao falar do tema.

A reunião era sobre os objetivos da luta contra a pobreza a partir de 2015. A criação de empregos decentes é um tema considerado tão urgente quanto as alterações climáticas e a ajuda ao desenvolvimento.

O primeiro-ministro britânico reiterou que, sem democracia e justiça completa, não é possível tirar as pessoas da pobreza.

 

Bono alertou contra o risco de debater a vida de pessoas que não estão presentes dizendo que "não há pobres em Davos". Ele defendeu a transparência em questões como impostos. "Temos de declarar o que pagamos, assim tudo ficará claro", afirmou Bono.