Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Brasil registra saída de US$ 1,454 bi em fevereiro, afirma BC

Apesar da reversão na comparação com o mês anterior, o resultado é melhor que o verificado em fevereiro de 2017, quando o fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 4,571 bilhões

Fernando Nakagawa, Broadcast

07 Março 2018 | 13h37

BRASÍLIA - Após o forte ingresso de mais de US$ 8 bilhões no primeiro mês de 2018, o Brasil registrou saída de US$ 1,454 bilhão em fevereiro, informou há pouco o Banco Central. Apesar da reversão na comparação com o mês anterior, o resultado é melhor que o verificado em fevereiro de 2017, quando o fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 4,571 bilhões.

Segundo o BC, a saída de dólares no mês passado foi mais uma vez liderada pelo canal financeiro, que terminou o mês com saídas líquidas de US$ 4,816 bilhões. O valor é resultado do total de envios para o exterior que alcançou US$ 37,960 bilhões, maior que a entrada de US$ 33,144 bilhões no mesmo período. O segmento financeiro reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, continuou com firme resultado positivo e saldo de US$ 3,362 bilhões, já que as exportações que somaram US$ 13,958 bilhões superaram com folga as importações de US$ 10,596 bilhões no período. Nas exportações, estão incluídos US$ 2,884 bilhões que ingressaram no Brasil através de contratos de Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 3,288 bilhões via Pagamento Antecipado (PA) e US$ 7,786 bilhões em outras entradas.

Março. O BC também divulgou dados dos dois primeiros dias úteis do mês de março. Nesse período, o fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 565 milhões. O movimento foi liderado pelo segmento financeiro que registrou saldo negativo de US$ 1,416 bilhão nos dois primeiros dias do mês. Já o segmento comercial segue com números no azul e saldo de US$ 851 milhões nesses dois dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.