PAULO GIANDALIA/ESTADÃO
PAULO GIANDALIA/ESTADÃO

Brasil só deve recuperar grau de investimento em 10 anos, diz Maílson da Nóbrega

Segundo o ex-ministro da Fazenda, o rebaixamento fortalece Joaquim Levy, porque escancara a crise e deixa mais clara a necessidade do ajuste fiscal

André Ítalo Rocha, O Estado de S. Paulo

11 Setembro 2015 | 15h08

SÃO PAULO - O ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega disse nesta sexta-feira, 11, que o Brasil deve demorar para recuperar o grau de investimento. Para ele, o principal desafio do ministro Joaquim Levy agora é evitar novos rebaixamentos. 

"Eu acho que o Brasil só recupera o grau de investimento daqui a uns dez anos. O governo tem a ilusão, e talvez o ministro (Joaquim) Levy tenha também, de que, se houver reformas, o grau será restaurado rapidamente. Mas isso não vai acontecer. São raros os casos em que isso acontece. Em geral os países levam de cinco a seis anos para restaurar o selo de bom pagador", disse.

Segundo Maílson, Levy só deve deixar o cargo se a sua reputação estiver em jogo. "Ele não está lá para ser figurante. E agora, com o rebaixamento da S&P, o ministro sai fortalecido, porque a crise econômica está ainda mais escancarada e ficou mais claro de que não há solução sem o ajuste fiscal", afirmou, após palestra para membros da Ordem dos Economistas do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.