Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Caixa reduz limites para crédito imobiliário a partir desta quarta

Comunicação interna mostra que banco reduziu em 10% todas as linhas de financiamento solicitadas a partir do preço dos imóveis

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

16 Agosto 2017 | 17h28

A partir desta quarta-feira, 16, quem solicitar crédito para compra de imóveis na Caixa Econômica Federal vai enfrentar uma nova realidade. O banco reduziu o teto do valor dos financiamentos para casa própria, segmento do qual é líder com cerca de 68% de participação.

O banco já havia anunciado a medida em junho. No entanto, conforme apurado pela reportagem, na tarde desta terça-feira, a Caixa emitiu um comunicado interno endereçado aos seus gerentes bancários marcando como data esta quarta-feira para que a medida passar a valer. No texto, o banco informa as regras, que valem para novos contratos, revertendo o movimento feito pelo banco ao final do ano passado, quando elevou os limites de financiamento.

Conforme o anúncio da Caixa, o limite em empréstimos no âmbito do sistema de amortização constante (SAC) nas linhas Minha Casa, Minha Vida, Pró-Cotista, que oferece juros menores a trabalhadores titulares de contas vinculadas ao FGTS, no financiamento imobiliário, e com recursos do FGTS (CCFGTS) diminuiu de 90% para 80% do valor total do imóvel.

Já na tabela Price, com prestações constantes, a Caixa decidiu manter o teto no caso do programa Minha Casa, Minha Vida. Reduziu, entretanto, de 70% para 60% o limite para imóvel usado financiado pela linha Pró-Cotista e de 80% para 70% no financiamento de imóveis com recursos CCFGTS.

+ Em busca de receita, governo conta com negociação de excedente do petróleo do pré-sal

"A redução do teto reflete uma postura mais seletiva do banco que está debruçado na gestão de seus recursos", justifica uma fonte, na condição de anonimato.

+Programa de demissão da Caixa tem a adesão de 2,5 mil colaboradores

Os clientes que já deram entrada no seu contrato de crédito imobiliário junto à Caixa, conforme uma fonte, têm um prazo para finalizá-lo nos tetos antigos. Procurada, a Caixa confirmou a mudança e esclareceu que essa adequação deve impactar menos de 10% dos clientes que procuram o banco para realizar operações de financiamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.