Na média, crédito imobiliário está em 9,76% ao ano, no País; Caixa tem os maiores juros

Levantamento da empresa Melhor Taxa aponta que, entre os principais bancos, financiamento caiu 2 pontos porcentuais desde o começo de 2017

O Estado de S.Paulo

19 Dezembro 2017 | 16h33

Correções: 20/12/2017 | 12h14

A Caixa Econômica Federal tem a maior taxa média de financiamento imobiliário, com 10,25% de juros ao ano, segundo levantamento feito pela startup Melhor Taxa a pedido do Estado. Em outubro, o banco com a menor taxa anual é o Santander, com 9,49%, seguido por Bradesco (9,60%), Itaú (9,70%) e Banco do Brasil (9,74%).

Na média, a taxa de financiamento imobiliário, considerando os cinco maiores bancos de varejo em atividade no País, está em 9,76% ao ano em outubro de 2017. 

+Limite de R$ 1,5 milhão para financiar imóvel com FGTS poderá ser prorrogado

"A queda das taxas (de financimento) já foi muito expressiva e vemos a atividade imobiliária começando a voltar", afirma o sócio da startup Melhor Taxa, Rafael Sasso.

Apesar da diminuição, ele destaca que o ritmo de redução da taxa de juros no crédito imobiliário não tem sido o mesmo. "No começo deste ano, tivemos um repasse mais nítido. Mas nesses últimas reuniões do Copom reparamos que demora mais (para o mercado repassar)", comentou Sasso.

Embora, na avaliação do sócio da Melhor Taxa, o ritmo de cortes das taxas no setor imobiliário esteja 'nebuloso' nesse momento, é provável que as taxas continuem em queda nos próximos meses.

+Opção por morar de aluguel e investir entrada do imóvel pode dobrar patrimônio

Parcelas. "Essa redução das taxas já influencia muito os pagamentos mensais (do financimento) e isso aumentou muito a capacidade das pessoas de tomarem empréstimos", diz ele. Na prática, com juros menores, sobra mais dinheiro no bolso das famílias que tomam empréstimos e financiam bens, observa o empresário.

Com a retomada gradual da demanda por imóveis, a pressão da concorrência entre os bancos também deve levar a uma redução das taxas de financiamento. "Mas essa demanda também pode influenciar os preços e já observamos quem em alguns locais o valor dos imóveis começou a subir", acrescenta ele. 

Correções
20/12/2017 | 12h14

Diferente do publicado inicialmente, a taxa média de financiamento imobiliário está em 9,76% ao ano e não 16% ao ano.

Mais conteúdo sobre:
Crédito Imobiliário

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.