AFP PHOTO / GREG BAKER
AFP PHOTO / GREG BAKER

China adotará medidas de ‘igual proporção’ contra novas tarifas dos EUA, diz embaixador

Diplomata chinês em Washington, Cui Tiankai, afirmou que Pequim irá retaliar o governo de Trump caso siga em frente com novos impostos sobre produtos do país

O Estado de S.Paulo

03 Abril 2018 | 03h40

PEQUIM – O embaixador da China em Washington, Cui Tiankai, afirmou nesta terça-feira, 3, que o governo de Xi Jinping irá adotar contramedidas de “igual proporção” contra os Estados Unidos caso o país imponha novas tarifas contra produtos chineses.

“Se eles fizerem [o aumento de tarifas], nós certamente adotaremos contramedidas de igual proporção e escala”, disse Cui em entrevista à China Global Television Network. 

A declaração do embaixador vem como resposta de Pequim ao aguardado anúncio de novas tarifas americanas contra importações chinesas estimadas entre US$ 50 a US$ 60 milhões. 

+ China para de comprar etanol dos americanos

+ Tarifas de Trump provocam uma reação global em cadeia

+ Produtores de suínos esperam tarifas chinesas

As novas medidas de Washington visam prejudicar produtos incluídos no plano “Made in Chine 2025”, desenvolvido por Pequim para incentivar o desenvolvimento industrial do país. As novas tarifas entrariam em vigor em até dois meses após o decreto.

No último domingo, a China anunciou o aumento de tarifas em 128 produtos americanos, incluindo carne suína e frutas, estimados em US$ 3 milhões como retaliação ao aumento dos impostos sobre aço e alumínio imposto por Washington. A medida é vista como o anúncio de uma provável guerra comercial entre os dois países. //REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.