1. Usuário
Assine o Estadão
assine

China aumenta gastos para impulsionar economia, BC vê política estável

REUTERS

11 Junho 2014 | 11h 18

O banco central da China informou nesta quarta-feira que manterá a política monetária estável em 2014, mesmo depois de o Ministério das Finanças ter dito que os gastos fiscais saltaram quase 25 por cento em maio sobre o ano anterior, destacando os esforços do governo para fortalecer a economia.

Os gastos fiscais totais em maio subiram para 1,3 trilhão de iuanes (208,75 bilhões de dólares), acelerando fortemente ante aumento de 9,6 por cento nos quatro primeiros meses do ano.

O gabinete da China também revelou nesta quarta-feira que está planejando mais grandes projetos de infraestrutura, incluindo rodovias, redes de trens e instalações de distribuição e armazenamento de gás e petróleo, como parte de seus esforços para manter a economia crescendo a uma taxa estável.

O salto nos gastos ocorre depois do fraco crescimento da economia chinesa no primeiro trimestre. Desde então a economia tem mostrado sinais de estabilização, mas a recuperação parece desigual e analistas não descartam mais medidas de estímulo.

As receitas fiscais subiram 7,2 por cento em maio ante o mesmo mês do ano passado, desacelerando sobre avanço de 9,2 por cento em abril. O ministério atribuiu o crescimento mais lento em maio à desaceleração na economia e à queda das transações imobiliárias.

O BC da China tem descrito sua postura de política como "prudente" nos últimos anos, mesmo quando está claramente afrouxando ou apertando os controles de política. No momento, por exemplo, as autoridade estão em um modo brando de afrouxamento para conter o esfriamento da economia.

O banco central afirmou que o cenário para a demanda externa é incerto, que os fluxos de capital são voláteis e que os riscos financeiros estão pesando sobre a economia.

Os gastos do governo central subiram 15,8 por cento em maio sobre um ano antes, enquanto os gastos dos governos locais subiram 26,9 por cento, disse o Ministério das Finanças.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo