Claro, Oi, Vivo e Bradesco lideram ranking de reclamações nos Procons em 2016

Em sexto lugar, a TIM também aparece no ranking das dez empresas com mais queixas

Lorenna Rodrigues, Estadao Conteudo

16 Março 2017 | 13h06

BRASÍLIA - Três empresas de telefonia lideram o ranking de reclamações em Procons em 2016, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 16, pelo Ministério da Justiça. A Claro (juntamente com Embratel e Net) ficou em primeiro lugar, com 179.841 reclamações, seguida pela Oi (fixo e celular), com 163.627, e Vivo (que inclui Telefônica e GVT), com 154.244 registros.

Em quarto lugar está o Bradesco (juntamente com o HSBC), com 84.460 reclamações, seguido por Itaú (75.586), TIM/Intelig (67.814) e o grupo que inclui Casas Bahia, Ponto Frio, Extra e Pão de Açúcar (66.108).

O diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça (DPDC), André Lopes, disse que o setor de telecomunicações está sempre em primeiro lugar, não só no Brasil, e que as empresas estão sendo chamadas para melhorar a prestação do serviço. "Isso não os exime de melhorar condutas e baixar esse nível de reclamações", afirmou.

Em relação ao setor financeiro, Lopes disse que o departamento vê com bons olhos que o setor se abriu para renegociar contratos, mas chama a atenção o nível de endividamento da população. "Fazer dessa renegociação uma prática preocupa", completou.

Em 2016, o número de atendimentos em Procons caiu 7,2%, chegando a 2.458.127.

Mais conteúdo sobre:
Procon

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.