1. Usuário
Assine o Estadão
assine


CMN fixa meta de inflação para 2016 em 4,5% pelo IPCA, com margem de 2 pontos

REUTERS

25 Junho 2014 | 18h 15

O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou em 4,5 por cento a meta de inflação para 2016 medida pelo IPCA, com 2 pontos percentuais de tolerância para cima ou para baixo, informou o Banco Central nesta quarta-feira.

A meta de inflação está estacionado em 4,5 por cento desde 2005, ano em que a tolerância foi de 2,5 pontos. A partir de 2006, a margem de tolerância passou a ser de 2 pontos.

Em todo o governo da presidente Dilma Rousseff a inflação tem ficado no incômodo patamar de 6 por cento e neste ano ameaça romper com o limite de tolerância que é de 6,5 por cento.

O BC tirou o juro básico da mínima histórica de 7,25 por cento ao ano, em abril de 2013, e levou a Selic a 11 por cento após sucessivas elevações da taxa até abril deste ano.

Mas o aperto monetário ainda não surtiu efeitos relevantes sobre a inflação. O IPCA encerrou maio em 0,46 por cento, atingindo 6,37 por cento em 12 meses.

(Por Tiago Pariz)