Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

Comissão da Câmara chama ministro do Trabalho para explicar portaria sobre trabalho escravo

Deputados também aprovaram uma moção de repúdio ao que chamaram de 'desmonte' das políticas públicas de combate ao trabalho escravo

O Estado de S.Paulo

08 Novembro 2017 | 13h24

BRASÍLIA - A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados transformou em convite um requerimento de convocação do ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. O ministro virá na semana do dia 20 de novembro à Casa explicar a edição da portaria 1.129 que altera os conceitos que definem o trabalho escravo no País.

+ Especialistas da ONU pedem suspensão de portaria que muda regras de combate ao trabalho escravo

O requerimento foi apresentado pela deputada Érika Kokay (PT-DF), mas houve acordo entre os deputados para que o pedido fosse convertido para convite. Os deputados também aprovaram uma moção de repúdio ao que chamaram de "desmonte" das políticas públicas de combate ao trabalho escravo para marcar posição contra a decisão do Ministério do Trabalho. Os efeitos da portaria foram suspensos em decisão liminar da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF).

+ Portaria do trabalho escravo fere a dignidade humana, diz Dodge em nova crítica

Essa foi a segunda vez na semana que os parlamentares tentam convocar ministros do governo Michel Temer para dar explicações à Câmara. Ontem, a Comissão de Segurança Pública transformou em convite um pedido de convocação do ministro da Justiça, Torquato Jardim. O ministro terá de explicar aos deputados suas recentes declarações sobre a associação entre o crime organizado e o poder público no Estado do Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.