Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Conselho Monetário Nacional aumenta TJLP de 6,5% para 7%

A Taxa de Juros de Longo Prazo serve como referência para financiamentos mais longos, como os do BNDES

Lorenna Rodrigues e Bernardo Caram , O Estado de S. Paulo

24 Setembro 2015 | 16h51

O Conselho Monetário Nacional (CMN) divulgou nesta quinta-feira, 24, que aumentou a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) para 7% ao ano. A taxa estava em 6,5% desde julho e foi elevada pela quarta vez consecutiva. 

A taxa definida hoje valerá para o período de outubro a dezembro e é a mais alta desde setembro de 2006. A TJLP é a taxa de referência para os financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

Desde que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, assumiu a pasta e decidiu reduzir os subsídios aos financiamentos do banco de fomento, a TJLP vem sendo aumentada trimestralmente em 0,5 ponto porcentual. Depois de dois anos em 5% ao ano, a taxa subiu para 5,5% a.a. em janeiro, para 6% a.a. em abril e para 6,5% a.a. em julho. 

O CMN define a TJLP a cada três meses levando em conta a meta de inflação do próximo ano e um prêmio de risco. De acordo com a nota do Ministério da Fazenda, houve aumento de 0,5 ponto porcentual "tendo em vista a evolução média dos índices que refletem o risco Brasil em mercados internacionais". Hoje, o prêmio de risco passou de 2 pontos porcentuais para 2,5 pontos porcentuais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.