1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Conta de luz ficará mais cara em 154 cidades de SP, MG e MS

Economia & Negócios

06 Maio 2014 | 12h 59

Em São Paulo e Minas Gerais, reajustes entram em vigor no próximo dia 10; no Mato Grosso do Sul, as novas tarifas passam a vigorar retroativamente ao dia 8 de abril

SÃO PAULO - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira os reajustes tarifários de cinco distribuidoras que atendem 71 cidades de São Paulo, 10 municípios de Minas Gerais e outros 73 do Mato Grosso do Sul.

Em São Paulo e Minas Gerais, os reajustes entram em vigor a partir do próximo dia 10. Já no Mato Grosso do Sul, as novas tarifas passam a vigorar retroativamente ao dia 8 de abril e a distribuidora poderá cobrar essa diferença de quase um mês nas próximas três contas de luz dos consumidores.

Em São Paulo, por exemplo, as mudanças atingem as regiões das cidades de Assis, Catanduva e Presidente Prudente. A capital paulista não está na lista. Já em Minas, serão impactados municípios como Extrema e Itapeva.

As distribuidoras autorizadas são: Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S.A. (EDEVP), que atende 27 cidades em São Paulo; Companhia Nacional de Energia Elétrica (CNEE), presente em 15 municípios de SP; Empresa Elétrica Bragantina S.A. (EEB), que atende cinco cidades em SP e 10 em MG; Caiuá Distribuição de Energia S.A. (Caiuá-D), responsável por 24 cidades de SP; e Empresa Energética do Mato Grosso do Sul (Enersul), presente em 73 municípios do Mato Grosso do Sul.

Os clientes residenciais da EDEVP em São Paulo terão reajuste de 18,83%; para os consumidores da CNEE, a alta será de 16,5%; na Caiuá-D, o reajuste será de 14,22%; e na EEB, que atende SP e MG, a alta será de 14,25%. Já os clientes residenciais da Enersul, em MS, terão reajuste retroativo de 9,40%.

Segundo a Aneel, foram considerados para os reajustes os custos relacionados à compra de energia elétrica para atendimento do mercado da distribuidora, o valor da transmissão dessa energia e os encargos setoriais.