Contratos em atraso disparam

O número de hipotecas com atrasos de pelo menos 30 dias atingiu o ponto mais alto desde 1986 nos Estados Unidos durante o terceiro trimestre, segundo pesquisa divulgada ontem pela Associação de Bancos Hipotecários (MBA, na sigla em inglês). A pesquisa trimestral mostrou que a taxa de inadimplência para hipotecas residenciais de uma a quatro unidades foi de 5,59% no terceiro trimestre. Isso representou um aumento de 0,47 ponto porcentual em relação ao segundo trimestre deste ano e de 0,92 ponto em relação ao terceiro trimestre de 2006. As hipotecas de alto risco (subprime) com juros flutuantes (ARMs, na sigla em inglês) mostraram a pior deterioração, com 4,72% dos créditos iniciando processo de execução entre julho e setembro.

Dow Jones Newswires, O Estadao de S.Paulo

07 Dezembro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.