Custo da construção em SP tem deflação de 0,15% em agosto

O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil paulista interrompeu dois meses de estabilidade e apresentou deflação de 0,15% em agosto, na comparação com julho. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP). Nos primeiros oito meses de 2005, o índice, que é utilizado nos reajustes de contrato do setor, acumulou elevação de 4,26%, enquanto, nos últimos 12 meses encerrados em agosto, a variação atingiu 6,69%. Segundo o SindusCon-SP, os responsáveis pela queda do indicador no mês passado foram os preços de materiais de construção, que recuaram, em média, 0,33%. Já os custos das construtoras com a mão-de-obra, ficaram estáveis. A média ponderada entre essas variações resultou no CUB padrão da construção civil paulista, de R$ 920,08 por metro quadrado. Em agosto de 2005, dos 70 insumos da construção, cujos preços são pesquisados mensalmente pelo SindusCon-SP, 55 apresentaram variação superior à do Índice Geral de Preços ao Mercado (IGP-M), que apresentou variação negativa de 0,65% no mesmo período. Entre os aumentos mais expressivos, destacaram-se os verificados no caixilho em alumínio (8,28%), granito polido (6,15%) e na tinta a óleo para interiores (2,27%).

Agencia Estado,

01 Setembro 2005 | 13h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.