1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine

Dias prevê criação de 5 milhões de empregos até abril

RICARDO BRITO E TÂNIA MONTEIRO - Agencia Estado

18 Março 2014 | 16h 48

O ministro do Trabalho, Manoel Dias (PDT), afirmou nesta terça-feira, 18, que o governo Dilma Rousseff deve alcançar em abril o patamar de 5 milhões de empregos. Nesta segunda, 17, o ministério comandado por ele divulgou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), apontando que entre janeiro de 2011 a fevereiro de 2014, durante o governo da petista, foram gerados 4.792.529 postos de trabalho. Somente no mês passado, foram criados 260.823 empregos formais, o maior saldo para o período desde 2011.

Para o ministro, as ações do governo encorajam a afirmação de que este ano pode ser criado cerca de 1,4 milhão de empregos. Manoel Dias, que esteve na Câmara dos Deputados para participar de solenidade em homenagem a Abdias Nascimento, um dos heróis da luta da discriminação racial no País, afirmou que os números ajudam a presidente na campanha à reeleição.

"Eu creio que sim, isso (os números) ajuda. É uma demonstração que as políticas públicas que ela defende (são de) geração de emprego e inclusão social. Quando 50 milhões de brasileiros são incluídos na classe média, significa que você resgatou populações enormes que estavam aí na exclusão", afirmou.

O ministro disse ainda que o aumento na geração dos postos de trabalho vai continuar nos próximos meses, com repercussão no crescimento da economia. "Uma coisa puxa outra: a criação de empregos estimula a economia, estimula a produção, tanto que os dois itens que mais geraram postos de trabalho foram os serviços e a indústria", observou.

Manoel Dias lembrou que ainda não começaram a ser criados os postos de trabalho para a Copa do Mundo, fator que deve melhorar a desempenho do País. O ministro avaliou que mais importante do que se gerar empregos é garantir um aumento real do salário para a população. Ele disse que nos últimos dez anos os trabalhadores tiveram um aumento real de cerca de 44% e o salário mínimo, 74% para o mesmo parâmetro.

Twitter

A presidente Dilma Rousseff usou o microblog Twitter para comemorar o resultado de geração de 260 mil empregos formais em fevereiro. "A economia do Brasil deu mais uma demonstração de força", afirmou Dilma, destacando que, "assim, desde o início do governo, foram criados 4 milhões e 800 mil novos empregos com carteira assinada".

Dilma informou ainda que os 260 mil empregos criados em fevereiro representam "mais que o dobro do número de vagas registradas em fevereiro de 2013 e o segundo melhor fevereiro desde 2003".