1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine

Dilma diz que lançará Minha Casa Minha Vida 3 em 1 ou 2 de julho

REUTERS

23 Junho 2014 | 14h 27

A presidente Dilma Rousseff aproveitou uma cerimômia para entrega de unidades do Minha Casa Minha Vida no Amapá para anunciar que lançará em 1 ou 2 de julho a terceira edição do programa que tem como meta reduzir o déficit habitacional do país.

No início do mês, a presidente afirmou que a meta inicial da terceira fase do Minha Casa Minha Vida será de 3 milhões de moradias.

Desde 2011, o programa teve 2 milhões de moradias contratadas. Até o fim de 2014, ainda serão contratadas outras 750 mil unidades habitacionais pelo programa. A maioria das residências construídas no âmbito do Minha Casa Minha Vida é destinada a famílias de baixa renda e a compra dos imóveis é subsidiada.

No final de abril, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Simão Safady, afirmou que seria provável a criação de mais uma faixa de atendimento no programa. Hoje, cada morador pode se adequar em até três faixas de renda, quanto mais baixa, maior o subsídio do governo.

A primeira faixa do programa vale para famílias com renda mensal de 1.600 reais. A segunda envolve famílias com renda de até 3.100 reais e a terceira vai até 5 mil reais. Na área rural, as faixas de renda são anuais: até 15 mil reais, até 30 mil reais e até 60 mil reais.

Durante o evento, Dilma também anunciou ter pedido que seja publicado na terça-feira o edital de construção e finalização do terminal de passageiros do aeroporto de Macapá (AP), além da melhoria de pátios e pistas.

A intenção, de acordo com a presidente é ampliar a capacidade do aeroporto de aproximadamente 900 mil passageiros para 4,5 milhões de pessoas.