1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Draghi sinaliza reconsiderar política monetária do BCE

- Atualizado: 21 Janeiro 2016 | 13h 37

Segundo o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, a dinâmica da inflação na zona do euro está mais fraca do que o esperado

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi

SÃO PAULO - O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, afirmou hoje que a dinâmica da inflação na zona do euro está mais fraca do que o esperado, o que deve levar a autoridade monetária a revisar e possivelmente reconsiderar a abordagem da política monetária na próxima reunião, quando suas projeções macroeconômicas serão revisadas.

Em Frankfurt, onde leu seu discurso inicial logo após a decisão do BCE de manter inalteradas suas principais taxas de juros, Draghi disse que os riscos negativos aumentaram novamente em meio a incertezas quanto ao desempenho das economias emergentes, volatilidade nos mercados financeiros e de commodities e riscos geopolíticos.

O presidente do BCE disse, no entanto, que a política de relaxamento monetário adotada desde meados de 2014 vem funcionando, o que é mostrado em levantamentos que apontam para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) na região, e que ela deve se manter assim por mais tempo. 

"No mais, as novas quedas do preço do petróleo devem dar apoio à renda disponível das famílias e à lucratividade das empresas e, por consequência, ao consumo privado e ao investimento", disse, acrescentando que a política fiscal da zona do euro está se tornando moderadamente expansionista por causa das medidas tomadas para abrigar os refugiados que chegam a continente.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EconomiaX