1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Eike Batista vende Hotel Glória para grupo suíco

MARIANA DURÃO E VINICIUS NEDER - Agencia Estado

01 Fevereiro 2014 | 19h 09

A REX, empresa de empreendimentos imobiliários do grupo EBX, do empresário Eike Batista, concluiu hoje a venda do Hotel Glória, no Rio, um dos mais tradicionais do País, para a suíça Acron AG. O investimento deverá girar em torno de R$ 500 milhões.

Em setembro do ano passado, a Acron AG confirmou publicamente as negociações e informou que concordou em pagar R$ 225 milhões pelo hotel. A REX comprou o Hotel Glória em 2008 e começou uma grande obra de retrofit do edifício, de olho na Copa do Mundo deste ano e na Olimpíada de 2016, reforma orçada em cerca de R$ 300 milhões.

A Agência Estado apurou que a companhia suíça, que atua no setor imobiliário em diversos países, adquiriu a empresa dona do empreendimento e não apenas o edifício em si. Segundo uma fonte de mercado, com isso, a Acron AG levou o prédio, o contrato de construção de cerca de R$ 300 milhões com a construtora Método e o empréstimo de R$ 190 milhões com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em outubro, a AE revelou que o hotel não ficará pronto para a Copa: a data prevista para conclusão das obras é o quarto trimestre de 2015, segundo um material publicitário. A rede Four Seasons, que ainda não está no Brasil, segue como o mais provável operador do hotel, agora com o nome de Glória Palace Hotel.