Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Empresa vê sinais de retomada para médio e alto padrão em SP

Presidente do grupo Brasil Brokers diz ter feito lançamentos com ‘ótimo desempenho’ em vendas

Especial para O Estado

13 Junho 2017 | 22h30

A Brasil Brokers Participações ganhou prêmios com Abyara Brokers e Brasil Brokers, que atuam com intermediação e consultoria imobiliária. “São Paulo responde por 55% dos resultados”, diz o presidente do grupo, Claudio Hermolin.

No Brasil, as vendas do grupo totalizaram R$ 4,9 bilhões em 2016, com ticket médio de R$ 435 mil, segundo o balanço divulgado em março. Para a empresa, 2016 aprofundou as dificuldades, em meio ao instável ambiente político e econômico.

“Enfrentamos quadro recessivo com aumento do desemprego, famílias endividadas e um consumidor mais seletivo”, diz o comunicado. “O mercado foi afetado pela baixa velocidade de vendas e o excesso de estoques dos incorporadores.”

Hermelin começa a sentir reação em São Paulo. “A economia é pujante, mais diversificada”, diz, citando indicadores que apontam cenário mais favorável. A inflação caminha para o centro da meta e, após quatro anos de altas nas taxas de juros, o Banco Central promoveu reduções seguidas na Selic, que passou de 14,25% para 10,25%.

Em 2017, a empresa ainda enfrenta um panorama econômico desafiador. “Seguimos cautelosos. A continuidade dos ajustes econômicos e das reformas políticas é fundamental para uma gradativa recuperação.”

Do total de lançamentos que a companhia participou em 2016, São Paulo foi responsável pela maior parte (73% do total).

A retomada do mercado paulistano começa com volta dos lançamentos e boa velocidade de venda dos novos projetos. Os lançamentos são uma alavanca do setor. O mercado de imóveis econômicos vai continuar forte, mas outros segmentos sinalizam uma retomada.

“Já tivemos lançamentos em São Paulo com ótimo desempenho em vendas, que não são do segmento econômico”, diz Hermolin, citando novos projetos de médio e alto padrão. “Em 2016 não se observou isso.”

Ele tem boa expectativa de crescimento. “Não só de lançamentos, mas de aumento absoluto em vendas, o que vai confirmar mais uma vez a liderança de São Paulo nos resultados da Abyara e da Brasil Brokers”, diz.

Abyara e Brasil Brokers, segundo Hermolin, são complementares. “Abyara trabalha com empresas maiores, no atendimento aos incorpadores de capital aberto com maior volume”, diz. “A Brasil Brokers é focada em produtos específicos, incorpadores que têm volume de lançamentos menor, produtos de nicho que precisam de atendimento específico.”

Hermolin, que assumiu o cargo em dezembro, atua no setor há 20 anos, passando por empresas como Even e PDG Realty. Segundo ele, os distratos são um “pênalti” para o incorporador. “Os estoques altos fazem com que ele tenha de fazer um sacrifício de preços. É prejudicial para saúde financeira”, afirma. “O distrato é uma questão sistêmica do setor, precisa ser resolvida, gera insegurança jurídica.”

Para ele, não pode continuar essa situação que o incorporador vendeu, mas não tem a certeza disso porque lá na frente pode ter de devolver o valor pago pelo imóvel. “É questão urgente para resolver e até um risco de o mercado entrar em colapso.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.