Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Estado do Rio pagará salário de janeiro a todos os servidores na sexta-feira

O pagamento aos 461.816 funcionários públicos, ativos e inativos, e pensionistas custará R$ 1,682 bilhão aos cofres fluminenses

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

14 Fevereiro 2018 | 19h34

O governo do Estado do Rio de Janeiro anunciou nesta quarta-feira, 14, que pagará o salário de janeiro a todos os servidores públicos, ativos e inativos, na próxima sexta-feira, 16, décimo dia útil de fevereiro. O vencimento dos servidores da área de segurança terá aumento de até 9,28%.

O pagamento da folha de janeiro aos 461.816 funcionários públicos, ativos e inativos, e pensionistas custará R$ 1,682 bilhão aos cofres fluminenses. “Todo recurso deste pagamento é proveniente da arrecadação tributária”, diz uma nota divulgada pelo governo do Rio.

Os reajustes nos salários dos servidores da área de segurança cumprem acordo de 2014. Naquele ano, o Estado do Rio acordou com os servidores um reajuste escalonado, em cinco parcelas anuais.

++ Rio reverte decisão da Justiça para quitar salários de servidores

“A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros terão reajuste de 7,11%. A Polícia Civil, de 9,28%. Delegados da Polícia Civil terão os vencimentos reajustados em 3,3%. Inspetores de Segurança e Administração Penitenciária receberão aumento de 3,24%”, diz a nota do governo fluminense.

É o segundo mês seguido que o Estado do Rio paga os salários conforme o calendário estipulado em março de 2016, que prevê os pagamentos no décimo dia útil do mês subsequente. Até dezembro de 2015, o pagamento era feito no segundo dia útil do mês seguinte. Devido à crise financeira do Estado, em janeiro de 2016 passou a ser feito no sétimo dia útil e, a partir de março daquele ano, no décimo - mas a regra logo deixou de ser cumprida.

++ ‘Tem de ficar claro: deu para um grupo, vai faltar a outros’, diz secretária do Tesouro

Ainda assim, segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Fazenda, 167.111 ativos, inativos e pensionistas não receberam o 13º salário de 2017. O governo deve R$ 1,1 bilhão a esses servidores. 

Mais conteúdo sobre:
Rio de Janeiro [estado]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.