Estados dos EUA aprovam reajuste do salário mínimo

Uma dúzia de Estados e cidades dos Estados Unidos irão elevar seus salários-mínimos no próximo dia 1º de janeiro e há esforços no Congresso e em diversos parlamentos estaduais para aprovar aumentos de salários no próximo ano, abrindo um novo debate sobre o potencial de tais esforços para ajudar ou prejudicar a já letárgica recuperação econômica do país.

AE, Agencia Estado

24 Dezembro 2012 | 16h45

O salário mínimo vai aumentar em dez Estados - incluindo Flórida, Ohio e Colorado - e também em São Francisco e Albuquerque em 1º de janeiro. Em San Jose, na Califórnia, o salário mínimo será reajustado em março. Dez dos aumentos estão relacionados com gatilhos da inflação, enquanto outros devem-se a iniciativas legislativas ou votações realizadas em 2012.

Desde 2009, o salário mínimo federal nos EUA é de US$ 7,25 por hora, mas 18 Estados, a capital Washington e diversas cidades têm níveis mais elevados. Isso inclui o Estado de Washington, onde o salário mínimo será de US$ 9,19 por hora a partir de 1º de janeiro, e São Francisco, onde o pagamento mínimo por hora trabalhada subirá para US$ 10,55.

Assessores do senador democrata Tom Harkin, que preside o Comitê de Trabalho do Senado, e do deputado George Miller, principal liderança democrata no comitê da Câmara sobre força de trabalho, afirmam que os parlamentares pretendem reintroduzir uma legislação no próximo ano para aumentar o pagamento mínimo por hora trabalhada para US$ 9,80 ao longo de dois anos e elevar o salário mínimo atual de US$ 2,13 dos trabalhadores que recebem gorjetas pela primeira vez desde 1991. O projeto prevê uma alta gradual até que esse salário alcance 70% do salário mínimo regular dos demais trabalhadores americanos. Isso também acionaria aumentos automáticos atrelados ao aumento do custo de vida.

"Quando os trabalhadores têm mais dinheiro, eles gastam mais dinheiro", disse um assessor do deputado Miller. Aaron Albright. "Isso ajuda a economia", defende.

Assessores democratas no Congresso afirmam que estão acompanhando atentamente as ações regionais porque elas geralmente são condutoras da atividade federal. Atualmente, projetos para o salário mínimo estadual estão pendentes nos Estados de Nova York, Illinois, Califórnia e New Jersey. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
EUA salário-mínimo aumento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.