1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Expansão da indústria da zona do euro desacelera em junho, mostra PMI

JONATHAN CABLE - REUTERS

01 Julho 2014 | 07h 48

A expansão do setor industrial da zona do euro desacelerou ligeiramente mais do que o previsto anteriormente no mês passado e as fábricas finalizaram encomendas existente para se manterem em atividade, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compra (PMI, na sigla em inglês) nesta terça-feira.

Uma retomada nos países da periferia do bloco deu suporte à Alemanha, que mais uma vez foi a força condutora, apesar de crescimento mais lento devido a feriados públicos extras. Mas na França, segunda maior economia do bloco, a contração da atividade se aprofundou.

O PMI final de indústria do Markit para a zona do euro caiu a 51,8 em junho ante 52,2 em maio, menor nível desde novembro.

O dado final ficou abaixo do preliminar de 51,9, mas permanece há um ano acima da marca de 50, que separa crescimento de contração. O subíndice que mede a produção recuou a 52,8 contra 54,3, mínima de nove meses.

Parte desse crescimento morno foi gerada pela finalização das encomendas existentes uma vez que os novos negócios aumentaram a um ritmo mais lento do que em maio. O índice de pedidos em atraso caiu a uma mínima de nove meses de 49,5 ante 49,6.

"A pesquisa PMI levantará preocupações de que a recuperação da zona do euro está perdendo ímpeto. O cenário geral é uma lembrança de como a recuperação da região parece frágil", disse o economista-chefe do Markit Chris Williamson.