1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Fevereiro tem fluxo cambial negativo em US$ 9,294 bilhões

- Atualizado: 09 Março 2016 | 15h 10

Foi a maior saída mensal de dólares desde dezembro de 2014, quando os envios líquidos somaram US$ 14,050 bilhões

Fevereiro teve remessas US$ 9,294 bilhões maiores do que as entradas

Fevereiro teve remessas US$ 9,294 bilhões maiores do que as entradas

BRASÍLIA - Depois de registrar entradas líquidas de US$ 1,475 bilhão em janeiro, o fluxo cambial brasileiro volta para o terreno negativo no segundo mês de 2016, com remessas US$ 9,294 bilhões maiores do que as entradas. Esta é a maior saída mensal desde dezembro de 2014, quando os envios líquidos somaram US$ 14,050 bilhões. Também é a maior remessa líquida para o mês desde que o Banco Central começou a colher os dados válidos até hoje, em janeiro de 1982, há 34 anos. 

Vale destacar, no entanto, que no último mês de todos os anos é comum verificar saídas maiores do que entradas de dólares no País por causa do movimento típico de envio de lucros e dividendos de empresas instaladas no Brasil para suas matrizes no exterior. O resultado de fevereiro, portanto, é totalmente atípico, e justifica o anúncio de leilões de linha com recursos novos marcados para hoje no valor de US$ 2 bilhões. Ainda segundo dados do Banco Central divulgados há pouco, o resultado dos primeiros quatro dias úteis de março ficou positivo em US$ 994 milhões.

O envio de dólares pelo canal financeiro no mês passado foi de US$ 11,231 bilhões, resultado de entradas no valor de US$ 28,566 bilhões e de saídas no total de US$ 39,797 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações. No caso do início deste mês, houve uma inversão da tendência vista nas últimas semanas: o fluxo financeiro ficou no azul em US$ 1,715 bilhão, com ingressos de US$ 10,805 bilhões e saídas de US$ 9,090 bilhões. 

Já no comércio exterior, o saldo de fevereiro ficou positivo em US$ 1,936 bilhão, com importações de US$ 9,155 bilhões e exportações de US$ 11,092 bilhões. Nas exportações do mês passado, estão incluídos US$ 1,997 bilhão em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 3,229 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 5,865 bilhões em outras entradas. Nos primeiros quatro dias de março, o canal comercial foi responsável pela saída de US$ 721 milhões, com as importações de US$ 2,578 bilhões e exportações de US$ 1,857 bilhão. Nestes dias, o ACC foi de US$ 406 milhões, o PA de US$ 495 milhões e outras entradas de US$ 956 milhões.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EconomiaX