Fluxo nas rodovias paulistas cresce 6,1% em maio

Índice, calculado pela ABCR, é utilizado como indicador de atividade econômica

Agencia Estado

14 Junho 2007 | 16h47

O fluxo de veículos nas rodovias sob concessão do setor privado em São Paulo cresceu 6,1% em maio de 2007 sobre o mesmo período do ano passado e 0,6% sobre abril. É o que aponta o primeiro índice ABCR de atividade de São Paulo, divulgado nesta quarta-feira, 13, pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias e pela Tendências Consultoria Integrada, em Ribeirão Preto (interior de SP). O índice mostra ainda que no acumulado dos últimos 12 meses, entre junho de 2006 e maio de 2007, houve um crescimento de 3,8% no fluxo de veículos nas estradas concedidas paulistas. O índice é utilizado como um indicador de atividade econômica já que o fluxo de veículos pesados tem relação com as produções industrial e agrícola e o movimento de veículos leves é ligado ao fator renda. Em maio de 2007, houve um aumento de 6,2% no fluxo de veículos leves e de 5,9% no de veículos pesados, ante o mesmo mês do ano passado. Já em relação a abril deste ano, o movimento de veículos leves ficou estável e o fluxo de pesados aumentou 0,6%. No acumulado de 12 meses, os aumentos foram de, respectivamente, 3,9% e 3,3%. Os números absolutos não são divulgados pela ABCR, pois sobre eles são aplicados o critério de dessazonalização, que desconsidera, entre outras coisas, a existência de feriados nos meses a serem comparados. As rodovias paulistas têm 3.500 quilômetros concedidos em 12 lotes que atendem 178 municípios e 20 milhões de pessoas. É a maior malha rodoviária no País concedida pelo setor privado.

Mais conteúdo sobre:
Fluxo rodovias SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.