Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Força Nacional faz segurança na Esplanada dos Ministérios

Depois do polêmico uso das Forças Armadas durante protesto em maio, o sistema de segurança da capital decidiu recorrer apenas à Força Nacional e à Polícia Militar

Leonencio Nossa, O Estado de S.Paulo

30 Junho 2017 | 10h43

BRASÍLIA - Um efetivo de 600 agentes da Força Nacional de Segurança faz a guarda dos prédios da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, nesta manhã de greve contra o governo Michel Temer.

Depois do polêmico uso das Forças Armadas durante o protesto de 24 de maio último, o sistema de segurança da capital decidiu recorrer apenas à Força Nacional e à Polícia Militar do Distrito Federal para a segurança dos ministérios.

O esquema de segurança formou 14 batalhões compostos de 28 homens da Força Nacional cada para áreas de intervalos entre os prédios da Esplanada. A área está fechada ao trânsito.

Um cordão de 110 homens do choque da PM impede a passagem de pedestres da Esplanada para o gramado e espelho d'água do Congresso Nacional e a Praça dos Três Poderes, onde se situam o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.