Divulgação
Divulgação

Funcef decide vender sua fatia na Eldorado, dos irmãos Batista

O valor de venda da companhia de celulose é calculado em R$ 15 bilhões e, por sua fatia de 8,53%, o fundo deve receber R$ 650 milhões

O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2017 | 05h00

O fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica Federal (Funcef) decidiu exercer o direito de participar da operação de venda da companhia de celulose Eldorado Brasil, do grupo J&F, dos irmãos Batista, para a multinacional Paper Excellence. O negócio é calculado em R$ 15 bilhões e, por sua fatia de 8,53%, a Funcef deverá receber cerca de R$ 650 milhões, segundo a agência Reuters.

A intenção da Paper Excellence, que pertence à família indonésia Widjaja, dona da Asia Pulp and Paper, é deter 100% das ações. A companhia fez o pagamento da primeira parcela ao grupo J&F – um depósito de R$ 1 bilhão para garantir 13% do negócio. A intenção da multinacional é concluir a compra da Eldorado em 12 meses.

Para concluir o negócio, a empresa ainda precisa adquirir os 8,53% que pertencem ao fundo Petros (caixa de previdência da Petrobrás) e as demais ações da J&F. Como o grupo dos Batistas negociou diretamente a venda, o movimento da Petros em aceitar a proposta seria crucial. Procurada, a Petros disse que não comentaria o assunto.

Desde a prisão dos irmãos Wesley e Joesley Batista, a J&F vem correndo para fechar o negócio e garantir o pagamento de ativos vendidos. Já recebeu a totalidade do valor referente à Alpargatas, mas ainda não conseguiu finalizar o acordo do repasse da Vigor à Lala. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.