Fundos DI lideram aplicação em dezembro

Os fundos referenciados DI, cuja cota é corrigida por juros pós-fixados, estão na liderança das aplicações na primeira quinzena de dezembro. Até hoje, o rendimento nominal projetado é de 0,68%. Já os fundos de renda fixa prefixados apresentam um ganho nominal de 0,66%. Também no segmento das aplicações corrigidas por taxas de juros, a caderneta de poupança apresenta um ganho de 0,35% No mesmo período, o Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) - apresenta uma valorização de 0,22%. O bom desempenho da Bolsa favoreceu o ganho dos fundos de ações Ibovespa. Segundo dados da Associação Nacional dos Bancos de Investimento, até o dia 10 de dezembro estas carteiras acumulam ganho de 2,54%. O dólar oficial que, durante a maior parte do ano ficou na liderança dos investimentos, registra uma queda de 5,72% neste mês, até hoje. Mas, no ano, o ativo ainda apresenta uma valorização expressiva, de 21,92%. A baixa da moeda norte-americana em dezembro prejudicou o desempenho dos fundos cambiais, que pagam como rendimento uma taxa de juros mais a variação cambial. A queda nominal projetada destas carteiras no período é de 4,75%. Fundos Petrobrás e setoriais Os fundos de privatização Petrobrás - com recursos próprios e recursos do Fundo de Garantia por Tempo do Serviço (FGTS) - acumulam perda de 1,25% neste mês, até o dia 10 de dezembro. A queda do rendimento destas carteiras é resultado da queda das ações da Petrobrás, que compõem a carteira destes fundos. As ações ordinárias (ON, com direito a voto) apresentam baixa de 4,31% em dezembro, até hoje. Já os fundos setoriais de telecomunicações despontam com um bom rendimento no mês de dezembro, segundo dados da Anbid. No acumulado do mês, até o dia 10 de dezembro, o rendimento nominal é de 3,30%. Os fundos setoriais do setor de energia também apresentam rendimento expressivo, segundo a Anbid. No mesmo período, a valorização nominal é de 3,48%. Os papéis do setor de telecomunicações são muito influenciados pelo desempenho da Nasdaq - bolsa norte-americana que negocia papéis do setor de telecomunicações. Em dezembro, até hoje, a Nasdaq apresenta um ganho de 1,17% e, nos últimos trinta dias, de 2,63%. Já os papéis do setor de energia foram favorecidos pela flexibilização das medidas de racionamento.

Agencia Estado,

14 Dezembro 2001 | 20h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.