1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Google sai vitorioso de disputa com editoras alemãs

Regulador alemão afirmou que não irá prosseguir apuração de queixa de editoras contra empresa

Um regulador alemão deu ao Google uma vitória nesta sexta-feira ao dizer que não iria prosseguir com uma queixa contra a empresa de pesquisa na Internet de um grupo de editoras por dar aos usuários acessos a seus novos artigos.

Muitas editoras, incluindo a Axel Springer e a Burda, uniram-se a um grupo chamado VG Media para pedir que o Google as pagasse por tornar seus artigos online disponíveis ao público.

"É sempre necessária suspeita suficiente para iniciar um procedimento de abuso. A reclamação da VG Media não estabeleceu isso", disse em comunicado nesta sexta-feira o presidente do Escritório Federal de Carteis da Alemanha, Andreas Mundt.

Sob legislação alemã, que teve efeito há um ano, editoras podem proibir que empresas de busca e serviços similares usem seus novos artigos além de trechos curtos.

O regulador disse, no entanto, que o escopo da legislação ainda não era totalmente claro. Ele disse que iria monitorar a reação do Google às demandas das editoras e lançaria procedimentos antitruste se necessário.

(Por Maria Sheahan)