Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » Governo deve enviar projeto de revisão da meta fiscal ao Congresso nesta quarta

Economia & Negócios

ANDRE DUSEK|ESTADÃO

Governo deve enviar projeto de revisão da meta fiscal ao Congresso nesta quarta

Barbosa disse que a equipe econômica ainda está trabalhando a partir das revisões de receitas e gastos para definir a nova meta

0

Victor Martins e Célia Froufe,
O Estado de S.Paulo

22 Março 2016 | 19h50

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, afirmou nesta terça-feira, 22, que enviará ao Congresso, amanhã o projeto que propõe a mudança na meta fiscal de 2016. Ao sair de um encontro com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ele explicou que hoje o governo publicou o decreto de programação orçamentária e financeira e que prevê um contingenciamento de R$ 21 bilhões.

O ministro disse que ainda não tinha um número para a nova meta, mas afirmou que a equipe da Fazenda está trabalhando nele a partir das revisões de receitas e despesas e, até quarta, terá um projeto consolidado. "Estamos fechando esse número e teremos ele amanhã", disse.  

Barbosa apresentou aos presidentes da Câmara e do Senado um Projeto de Lei Complementar (PLC) que trata de algumas reformas classificadas por ele como estruturais. Segundo ele, o projeto prevê o alongamento da dívida dos Estados; um limite para o gasto primário da União; um regime de contingenciamento para períodos de baixo crescimento; e a criação de depósitos remunerados voluntários no Banco Central.

Barbosa se reuniu primeiro com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e depois se encontrou com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Ao sair da reunião com Renan, o ministro defendeu que o projeto seja votado com urgência. Aos jornalistas, Barbosa afirmou: "O presidente da Câmara disse que a intenção é colocar em votação na semana que vem, mas essa é uma decisão do Legislativo".

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.