1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Governo prevê crescimento de 3% do PIB em 2015

Adriana Fernandes, Lais Alegretti, Célia Froufe - Agência Estado

28 Agosto 2014 | 11h 12

Projeção consta no projeto de Lei Orçamentária divulgada hoje; para a inflação, a expectativa é de alta de preços em 5% no ano que vem

BRASÍLIA - Apesar do enfraquecimento da atividade econômica brasileira, o governo Dilma Rousseff manteve otimismo com a recuperação do Produto Interno Bruto (PIB) em 2015. Proposta de projeto de Lei Orçamentária manteve a previsão de um crescimento de 3% do PIB em 2015, primeiro ano do próximo governo. 

A proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2015, enviada ao Congresso Nacional, já previa uma expansão de 3% do PIB no ano que vem.

A previsão é bem maior do que a alta de 1,20% estimada pelos analistas do mercado financeiro na pesquisa Focus do Banco Central. Também representa uma melhora em relação ao esperado neste ano (0,70%). Nesta sexta-feira, será divulgado o PIB do segundo trimestre e analistas esperam uma retração da economia.
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, ressaltou que as hipóteses com as quais o governo trabalha para projetar o Orçamento de 2015 revelam que, no próximo ano, a situação da economia estará melhor que em 2014. "Vai haver mudança fundamental de cenário, onde os problemas fundamentais que tivemos no início deste ano não vão se repetir", disse. O ministro enumerou três problemas: o cenário internacional, a turbulência no mercado causada pelas ações do Federal Reserve, além da seca.

Para 2014, não foi divulgada nova previsão de crescimento do projeto de Lei Orçamentária. O último relatório de reprogramação financeira, de julho, aponta estimativa de alta de 1,8%. Na proposta da LDO de 2015, o governo previa uma alta de 2,5% do PIB em 2014. O mercado estima um expansão do PIB de apenas 0,70%. 

A proposta de Lei Orçamentária de 2015 foi entregue hoje ao Congresso. O projeto estima uma PIB nominal de R$ 5,756 trilhões no ano que vem. 

Inflação. O governo federal manteve em 5% a previsão de alta da inflação medida pelo IPCA em 2015. A previsão anterior, contida no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, divulgado em abril, também era de 5%. 

No documento, também consta que a previsão de que as despesas com pessoal e encargos sociais é de 4,1%. No caso dos juros da dívida pública, a expectativa para o ano que vem é de 4,6% do PIB. 

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo