1. Usuário
Assine o Estadão
assine


GPI aguarda TCU para decidir se permanece na Três Irmãos

LU AIKO OTTA - Agencia Estado

10 Abril 2014 | 18h 33

A GPI Investimentos e Participações, principal cotista do fundo Constantinopla, sócio de Furnas na hidrelétrica de Três Irmãos, informou nesta quinta-feira que aguarda decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) para decidir se continua ou não no negócio. Ontem, a estatal Furnas informou ao jornal O Estado de S. Paulo que cotistas do Fundo Constantinopla estariam deixando o negócio, mas não revelou quais.

O fundo tem cinco cotistas, dos quais quatro são ligados à GPI, presidida pelo ex-secretário de Assuntos Estratégicos no governo Fernando Collor de Mello, Pedro Paulo Leoni Ramos. O quinto é a gestora de recursos Cypress.

A Cypress informou também ontem que não está de saída do fundo. Restaram, portanto, as empresas do grupo de Leoni Ramos. A informação prestada hoje mostra que ela tampouco está disposta a sair da sociedade neste momento. Só tomará essa decisão caso o TCU mande incluir, na concessão, as eclusas da hidrelétrica e o canal Pereira Barreto. Isso exigiria outra arquitetura financeira e tornaria o negócio menos rentável.