Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Grupo Pão de Açúcar reverte prejuízo e tem lucro de R$ 297 milhões

Resultado refere-se ao quarto trimestre de 2017, revertendo um rombo de R$ 38 milhões apurado em igual período do ano anterior

Dayanne Sousa, O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2018 | 21h10

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) registrou lucro líquido consolidado de R$ 297 milhões no quarto trimestre de 2017, revertendo um prejuízo de R$ 38 milhões apurado em igual período do ano anterior. No ano, o lucro totalizou R$ 619 milhões, comparado a prejuízo de R$ 482 milhões ante 2016. O resultado corresponde ao lucro atribuído ao acionista controlador e leva em conta operações continuadas e descontinuadas.

O GPA passou a divulgar os resultados de seu negócio de eletroeletrônicos, a Via Varejo, como uma atividade descontinuada após a decisão de alienação da participação do grupo na companhia. O lucro consolidado das operações em continuidade foi de R$ 215 milhões no quarto trimestre de 2017, reversão de um prejuízo de R$ 8 milhões no mesmo período de 2016.

A companhia divulga ainda o lucro das operações em continuidade do negócio de varejo alimentar, que chegou a R$ 254 milhões no trimestre e se compara a um lucro de R$ 9 milhões no mesmo período do ano anterior.

++ GPA volta a crescer mais que Carrefour ao transformar hipermercado em 'atacarejo'

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do grupo varejista atingiu R$ 756 milhões entre outubro e dezembro de 2017, resultado 62% superior ao do mesmo período de 2016. No ano, o Ebitda chegou a R$ 2,341 bilhões, alta de 44,7%

A receita líquida do GPA já havia sido divulgada previamente. A companhia registrou no quarto trimestre de 2017 receita líquida de R$ 12,510 bilhões, crescimento de 6,6% na comparação com igual período de 2016. No ano, a receita acumulou R$ 44,634 bilhões, aumento de 7,7%. 

Mais conteúdo sobre:
Pão de Açúcar [empresa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.