DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

Heineken encerra contrato com engarrafadora da Coca-Cola

Coca-Cola Femsa informou o fim do acordo na divulgação de seu balanço financeiro; cervejaria concluiu no mês passado a aquisição da Brasil Kirin

Dayanne Sousa, O Estado de S.Paulo

24 Julho 2017 | 15h10

A engarrafadora Coca-Cola Femsa informou que a cervejaria Heineken decidiu encerrar o acordo de distribuição que tinha no Brasil com o sistema Coca-Cola. A informação foi publicada em conjunto com a divulgação de resultados do segundo trimestre de 2017 da Femsa.

+ Coca-Cola lança Fanta Guaraná e briga por liderança com a Ambev

A Heineken concluiu no mês passado a compra da Brasil Kirin e afirmou que pretendia usar o sistema de distribuição da Brasil Kirin, dona da marca Schin, para comercializar o portfólio da companhia. 

A transação, que havia sido anunciada em fevereiro, foi realizada por R$ 2,2 bilhões e tornou a Heineken a segunda maior cervejaria do País, atrás apenas da Ambev. Em maio o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a compra sem restrições.

+ Expectativa de venda estável acirra disputa entre cervejarias

Até então, os produtos da empresa no Brasil vinham sendo distribuídos pelos engarrafadores da Coca-Cola no País.

A Femsa afirmou que recebeu uma carta da Heineken no último dia 3 de julho a respeito da decisão de terminar o acordo comercial. 

+ Após perder vendas e cancelar bônus, Ambev foca em preço e volta a crescer

"Estamos atualmente estudando a implementação de possíveis ações", disse a empresa mexicana que é a maior engarrafadora de Coca-Cola do mundo. "Enquanto isso, buscamos um diálogo construtivo com a Heineken", conclui a companhia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.