1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Hugh Hefner não anunciará mais o novo rosto da Devassa

ALESSANDRA SARAIVA - Agencia Estado

18 Fevereiro 2012 | 17h 44

Rio, 18 - Um "ataque de ansiedade" cancelou a presença do fundador da revista Playboy, Hugh Hefner, no camarote do grupo Schincariol no desfile das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio. Em teleconferência convocada às pressas na tarde de hoje, o grupo confirmou a ausência do empresário, grande atração esperada no camarote na noite de segunda-feira, quando anunciaria pessoalmente a nova garota-propaganda da cerveja Devassa.

Mesmo ausente, Hefner vai escolher o novo rosto da marca e enviar a resposta pelo filho, Cooper Hefner, de 21 anos, que representará o pai no camarote, acompanhado de seis coelhinhas da Playboy. "Lógico que não é o melhor dos mundos não o ter aqui", admitiu o diretor de Marketing da Schincariol, Luiz Claudio Taya. "A nossa estratégia continua a mesma. Mas admitimos que tem uma certa perda de peso (a ausência de Hefner)", acrescentou.

O sócio-presidente da agência Mood, responsável pela marca Devassa, Augusto Cruz Neto, explicou que Hefner, de 85 anos, passou mal na última terça-feira. O médico particular do empresário, Michael L. Chaikin, diagnosticou um "princípio de ataque de ansiedade". Hefner gravou vídeos explicando sua ausência, que podem ser vistos nas redes sociais das marcas do grupo Schincariol.

O cancelamento da ida de Hefner ao sambódromo carioca é mais um balde de água fria na estratégia da Devassa para eleição de nova Musa, que gerou menos burburinho em comparação com campanhas anteriores. Quatro modelos desconhecidas, Juliana Sales, Julia Dykstra, Sunessis Brito e Camila Macedo disputam a posição. O título já foi ocupado pela socialite norte-americana Paris Hilton em 2010 e pela cantora brasileira Sandy no ano passado, com reflexos imediatos de marketing espontâneo, principalmente nas redes sociais.

Dados da consultoria Euromonitor atestam que a Devassa está na 17ª posição no ranking de cervejas do País, superada com folga pelo grupo Ambev, que concentra cerca de 70% do mercado. (Alessandra Saraiva)