Eduardo Nicolau/Estadão
Eduardo Nicolau/Estadão

IMC rejeita oferta de fusão da Sapore

Conselho da ona das redes Frango Assado e Viena rejeitou proposta feita por uma das maiores fornecedoras de alimentação corporativa do País

Reuters, O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2018 | 05h00

A International Meal Company (IMC), dona das redes Frango Assado e Viena, informou nesta quarta-feira, 21, que seu conselho de administração rejeitou a análise de uma proposta de fusão feita pela Sapore, uma das maiores fornecedoras de alimentação para empresas do País.

A oferta, apresentada oficialmente no dia 9 de fevereiro, previa criar uma companhia de R$ 3,3 bilhões em faturamento. Pela oferta, a IMC, que tem ações negociadas na Bolsa, incorporaria a Sapore, e faria uma distribuição de dividendos de R$ 355 milhões a seus acionistas. Após a operação, a Sapore ficaria com 50,47% do negócio e, a IMC, com a fatia restante.

A IMC afirmou que o conselho discutiu os termos da oferta e concluiu que, embora itens da proposta pudessem ser “meritórios”, não seria possível se manifestar da forma pedida pela ofertante. O colegiado afirmou ainda que o preço oferecido não foi atraente.

“No entendimento do conselho (...), não é possível avaliar a adequação dos termos da proposta – que não atribui qualquer prêmio para a companhia – nem realizar a análise adequada das informações”, de acordo com trecho do documento. “Diante disso, o conselho deliberou por não dar seguimento à análise da proposta como formulada, sem prejuízo de a diretoria analisar no futuro as informações que a proponente venha a fornecer sobre os negócios da Sapore”, concluiu a IMC. /REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Sapore fusão de empresas alimentação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.