Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » Incêndio em refinaria da Petrobrás em Pasadena, no Texas, deixa 3 feridos

Economia & Negócios

Reprodução/ ABC News

Economia

Pasadena

Incêndio em refinaria da Petrobrás em Pasadena, no Texas, deixa 3 feridos

Explosão fez casas próximas à refinaria tremerem na área de Pasadena, nos arredores de Houston

0

Reuters

05 Março 2016 | 15h19

HOUSTON - Um incêndio de grandes proporções atingiu neste sábado a refinaria da Petrobrás  em Pasadena, no Texas, deixando três pessoas feridas, uma delas em estado grave, informaram autoridades e uma fonte com conhecimento das operações de emergência no local.De acordo com o departamento de polícia de Pasadena, o incêndio foi provocado por uma explosão em um gerador da refinaria, que tem capacidade para processar 100 mil barris por dia (bpd).

Bombeiros de Pasadena e de Houston estavam trabalhando no combate às chamas, de acordo com os dois departamentos.

"Um dos rapazes ficou bastante queimado", disse uma fonte. "Acho que os outros dois não ficaram tão mal".

Uma porta-voz da Petrobras em Houston disse que não tinha informações de imediato sobre o incidente na refinaria.

O porta-voz da polícia de Pasadena Vance Mitchell disse que a polícia tinha informações sobre uma pessoa ferida no incidente.

Uma parte do canal de Houston precisou ser fechada para navegação por cerca de três horas devido à fumaça intensa resultante das chamas na refinaria, que fica no margem do canal, de acordo com a Guarda Costeira dos EUA.

Uma explosão fez casas próximas à refinaria tremerem na área de Pasadena, nos arredores de Houston, pouco antes do incêndio, segundo emissora de televisão da região.

Compra de Pasadena.A refinaria de Pasadena é marcada por polêmica. A controversa aquisição da instalação pela Petrobrás, em 2006, é um dos alvos de investigação da operação Lava Jato, que apura um bilionário esquema de corrupção que envolve a estatal, empreiteiras e políticos.

Os investigadores da Lava Jato já disseram ter encontrado indícios de recebimento de propina por parte de ex-funcionários da Petrobras na operação de compra, e cogitaram até mesmo pedir a anulação da aquisição.

A Controladoria-Geral da União (CGU) apontou perdas de 659,4 milhões de dólares da Petrobras na compra. Ao final do processo de aquisição, a estatal pagou 1,25 bilhão de dólares por Pasadena e ainda teve de fazer investimentos de 685 milhões de dólares em melhorias operacionais e manutenção.

(Reportagem de Erwin Seba)

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.