Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Inflação da baixa renda tem queda em setembro

O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1)  teve redução de 0,25% em setembro, após a deflação de 0,13% registrada em agosto, segundo a FGV

Daniela Amorim, Broadcast

06 Outubro 2017 | 08h54

RIO - O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1)  teve redução de 0,25% em setembro, após a deflação de 0,13% registrada em agosto, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). 

O indicador é usado para mensurar o impacto da movimentação de preços entre famílias com renda mensal entre 1 e 2,5 salários mínimos. Com o resultado, o índice acumulou alta de 1,46% no ano. Em 12 meses, a taxa do IPC-C1 ficou em 1,89%.

+ IPCA de setembro fica em 0,16%; taxa acumulada no ano é a menor desde 1998

Em setembro, o IPC-C1 ficou abaixo da variação da inflação média apurada entre as famílias com renda mensal entre 1 e 33 salários mínimos, obtida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Brasil (IPC-BR), que teve queda de 0,02% no mês. No acumulado em 12 meses, a taxa do IPC-BR também foi superior, aos 3,17%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.