Light orienta o uso do ar condicionado neste verão

A Light, distribuidora de energia do Rio de Janeiro que atende 3,4 milhões de clientes, orienta os consumidores sobre como economizar sem perder o conforto. "Ninguém precisa abrir mão do ar condicionado. É possível usá-lo de modo adequado", garante Paulo Renato Marques, superintendente de Marketing da empresa. Paulo Renato avalia que há dez regras básicas de uso correto do ar condicionado que devem ser seguidas pelo consumidor. O superintendente de Marketing da Light acrescenta que o uso adequado deve ser estendido a todos os eletrodomésticos e, assim, será possível atravessar o verão com conforto e sem ultrapassar a meta. As dicas citadas por ele são: - limpar periodicamente o filtro. A periodicidade é indicada pelo fabricante, mas, geralmente, deve ser feita a cada 10 dias; - instalar o aparelho a 1,5 m do chão e prestar atenção para que as frestas de respiração - do lado externo, nas laterais do aparelho ou na parte de cima - fiquem distantes de paredes ou de qualquer outro objeto que impeça a circulação de ar; - deixar que o ar trabalhe ligando e desligando automaticamente. Quando o ar trabalha o tempo inteiro ligado, sem desligar automaticamente, fica sobrecarregado. O ideal é regular o termostato no ponto intermediário; - não deixar seu ar funcionar próximo a fontes de calor, como, por exemplo, o aparelho de televisão; - não instalar em um ambiente muito pequeno um ar condicionado com capacidade máxima de potência (normalmente medida em BTUs). A sensação térmica proporcionada por um aparelho com menos BTUs será a mesma; - evitar instalar dois aparelhos muito próximos um do outro em um mesmo ambiente; - não obstruir a circulação de ar do aparelho, instalando-o atrás de cortinas, móveis ou divisórias ou cobrindo-o com plásticos; - instalar o ar condicionado onde a incidência solar seja mais fraca; - fechar portas e janelas ao ligar o ar condicionado. Cortinas e persianas, quando possível, também devem ser fechadas, para evitar o calor do sol

Agencia Estado,

11 Dezembro 2001 | 16h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.