EFE/David Fernandez
EFE/David Fernandez

Macri diz que situação atual da Argentina não se compara a crises anteriores

Presidente argentino criticou gestão de sua antecessora e defendeu política de austeridade

Pedro Borg, especial para Agência Estado, O Estado de S.Paulo

15 Maio 2018 | 18h33

Em vídeo divulgado no canal oficial da Casa Rosada, o presidente da Argentina, Mauricio Macri, defendeu as atuais medidas econômicas adotadas por seu governo e ressaltou que os últimos dias reacenderam temores de crises passadas do país, porém defendeu que o momento atual não se compara a outros momentos históricos.

+ Para Instituto Internacional de Finanças (IIF), peso se estabilizará com ajuda do FMI

"Sei que estes últimos dias trouxeram de volta o medo de uma crise maior. Entendo isso, mas estamos longe desta situação. O momento atual não se compara a outras crises".

O presidente, que gravou o vídeo para comemorar a inauguração de novo terminal de ônibus na cidade de Morón, aproveitou a oportunidade para cutucar a gestão de sua antecessora, Cristina Kirchner.

+ Argentina vê crescimento menor este ano

"Sabemos onde leva mentiras e atalhos. Mas escolhemos um caminho diferente, que vai nos permitir resolver problemas que vínhamos aceitando há muito tempo", declarou o presidente.

+ EUA apoiam negociação para socorro do FMI à Argentina

Macri voltou a defender seu discurso de austeridade ao dizer que o país precisa gastar menos do que ganha e terminou sua fala em tom apaziguador. "Não trazemos soluções demagógicas, mas sim responsáveis. A Argentina não se divide em Cambiemos e Peronistas, mas sim em quem quer construir um futuro e quem quer destruí-lo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.