Metalúrgica volta a fazer planos

Metalúrgica volta a fazer planos

Suellen foi chamada para trabalhar em uma fornecedora de componentes para a General Motors

O Estado de S.Paulo

08 Outubro 2017 | 05h00

Durante o ano em que ficou desempregada, Suellen Narciso de Oliveira, de 25 anos, atrasou as prestações, de R$ 550 ao mês, da casa própria adquirida em 2015, e deixou de comprar roupas e calçados. Conseguiu alguns bicos no período, como o de vendedora em uma loja de brinquedos, mas apenas por um mês.

Após distribuir dezenas de currículos, foi chamada em agosto pela TI Automotive, fornecedora de componentes para a General Motors em Gravataí (RS). A empresa produz tubos de freio e sistemas de ar-condicionado e atua dentro do complexo da montadora.

“Agora estou mais tranquila e espero ser efetivada depois que passar o período de três meses como temporária”, afirma Suellen. Casada há dez anos, ela pretende se firmar no novo emprego como metalúrgica e, futuramente, quer planejar a chegada do primeiro filho. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.