DIV
DIV

Ministro nega prática de dumping na venda de carne de frango brasileira

China lançou investigação sobre as importações de carne de frango do Brasil após reclamações de que a carne brasileira estaria sendo vendida abaixo do valor de mercado

Lu Aiko Otta, O Estado de S.Paulo

18 Agosto 2017 | 16h19

BRASÍLIA – O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, demonstrou tranquilidade diante da notícia que o governo da China abriu investigações sobre a prática de dumping na carne de frango brasileira. “Sabemos que não há essa situação”, comentou ele ao Estado. A interlocução com o governo chinês será liderada pelo Ministério das Relações Exteriores e pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), segundo informou. O Ministério da Agricultura acompanhará de perto as negociações.

Questionada, a Embaixada da China no Brasil ressaltou a importância da parceria comercial entre os dois países. “A parte chinesa realizará, conforme as regras da OMC e legislações chinesas, investigações justas sobre a importação de carne de frango do Brasil”, informou em nota. “A parte chinesa está disposta a manter em contato com a parte brasileira, para os dois lados acomodarem as preocupações entre si e salvaguardarem o desenvolvimento saudável das relações comerciais bilaterais.”

O dumping é uma prática desleal de comércio que consiste em exportar produtos abaixo de seu custo de produção, causando danos à produção do país importador. Quando essa situação é comprovada, o país importador pode impor uma taxação adicional de forma a compensar esse dano.

De acordo com dados do MDIC, a China importou diretamente R$ 860 milhões em carne de frango no ano passado, um aumento de 41,43% sobre 2015. A China é o principal mercado para esse produto brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.