1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Moody's tira grau de investimento da Vale

- Atualizado: 26 Fevereiro 2016 | 20h 32

Mineradora teve a classificação rebaixada para Ba3, com viés negativo, o que indica a possibilidade de um novo corte na nota; agência rebaixou o Brasil ao grau especulativo na quarta-feira

A agência de classificação de risco Moody's rebaixou a nota de crédito em escala global e moeda local da Vale de Baa3 para Ba3. O rating em escala nacional baixou de Aa1.br para A3.br. Ao mesmo tempo, a Moody's retirou o rating de emissor e atribuiu rating corporativo Ba3 para a empresa. A perspectiva é negativa, o que indica a possibilidade de novo rebaixamento.

Moody's também rebaixou o rating de R$ 1,35 bilhão em notas não garantidas seniores (debêntures de infraestrutura), com vencimento em 2020 e 2022 para Ba3 (escala global) e A3.br (escala nacional). Outros R$ 750 milhões em papéis do mesmo tipo também foram rebaixados para Ba3 (escala global) e A3.br (escala nacional).

Vale reportou prejuízo recorde em 2015 com queda nos preços das commodities

Vale reportou prejuízo recorde em 2015 com queda nos preços das commodities

Em comunicado, a Moody's afirma que a revisão reflete a expectativa de fraco desempenho nos próximos 12 meses devido ao forte declínio nos preços do minério de ferro visto em 2015 e a perspectiva de que o metal não se recuperará de forma substancial antes de 2017. 

Na quarta-feira, 24, a agência de classificação de risco rebaixou a nota de crédito do Brasil em dois patamares, para Ba2, sendo a última entre as três grandes agências a retirar o grau de investimento do País. A perspectiva para a classificação de risco do Brasil também é negativa. 

Na quinta-feira, 25, a mineradora divulgou o balanço de 2015 e reportou um prejuízo de R$ 44,2 bilhões, o maior já visto em empresas com ações na Bolsa desde 1986, segundo a consultoria Economática.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EconomiaX